Participação na Administração Pública: rumo à consensualidade e à cidadania ativ

Felipe Scalabrin

Resumo


O presente texto tem por objetivo apresentar as rupturas paradigmáticas pelas quais passa o Estado Contemporâneo. Em um período de crise, a Ordem Estatal se encontra em mudança. No contexto do Estado Democrático de Direito surge uma nova ideologia voltada à realização do interesse público, não apenas pela mão do administrador público, mas também pelo particular que agora possui voz e capacidade ativas. Constata-se, assim, um declínio dos padrões que norteavam o Estado e a chegada de novas bases, notadamente a cidadania (em sentido alargado) e a participação que agora passam a ser compreendidas como vetores para alçar um novo modo de empreender o múnus público e permitem o advento de modelos já apresentados, como a boa administração e a administração consensual.


Palavras-chave


Participação. Cidadania. Democracia. Interesse Público.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.