AS AÇÕES DA POLÍCIA POLÍTICA DURANTE A DITADURA CONTRA OS EXILADOS BRASILEIROS NO URUGUAI: O CASO DO DEPARTAMENTO DE ORDEM POLÍTICA E SOCIAL DO RIO GRANDE DO SUL

Ananda Simões Fernandes

Resumo


Este artigo tem por objetivo demonstrar o monitoramento dos exilados políticos brasileiros durante a ditadura pelo Departamento de Ordem Política e Social do Rio Grande do Sul. Após a decretação do Ato Institucional nº. 1, vários opositores ao novo regime instalado a partir do golpe de Estado de 31 de março de 1964 optaram pelo exílio, refugiando-se, principalmente, em Montevidéu, capital do Uruguai. Entretanto, os órgãos de informação e repressão mantinham constante vigilância sobre esses exilados, mesmo encontrando-se em outro país. A atuação da polícia política do Rio Grande do Sul foi fundamental neste controle, principalmente em virtude deste estado se constituir como fronteira entre o Brasil e o Uruguai.  


Palavras-chave


Ditadura brasileira. Exílio político. Departamento de Ordem Política e Social do Rio Grande do Sul.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.