ARTICULAÇÃO POLÍTICA E FORMAÇÃO DE UM GOVERNO DE COALIZÃO: ESTUDO TÓPICO-TEÓRICO DA GESTÃO DO GOVERNO ANTÔNIO BRITTO

Maurício Espíndola Carmona

Resumo


Considerando a carência de análises sobre formação de coalizões de governo e a reprodução de seus mecanismos aplicados ao plano regional, este trabalho desenvolve uma análise tópica e apresenta os mecanismos determinantes na formação de um governo de coalizão durante a administração Antônio Britto (1995-1998) no Rio Grande do Sul. Para tanto, analisa-se a composição do secretariado no governo, verificando empiricamente em que medida tal critério determina a consolidação e manutenção das coalizões majoritárias de apoio ao governo. Após avaliar as peculiaridades políticas e institucionais presentes no plano regional, concluiu-se que os aspectos ideológicos e a relação regional-federal, aliados à própria conjuntura das negociações políticas, atuam como importantes variáveis na aproximação dos partidos políticos integrados no gabinete.

 


Palavras-chave


Partidos Políticos. Governos de Coalizão. Política Regional. Eleições 1994. Governo Antônio Britto. Distribuição de Secretarias em Governos de Coalizão (Rio Grande do Sul 94 a 98)

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.