Formação política para mulheres no contexto da pandemia

um relato da experiência do Parlamento Catarinense

Autores

  • Laura Josani Andrade Correa Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Escola da ALESC
  • Aline Covolo Ravara Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Escola do Legislativo
  • Mariana Bernardes Teodosio Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Escola do Legislativo

Palavras-chave:

Parlamento Catarinense, Formação política, Mulheres

Resumo

O artigo evidencia uma ação pedagógica do Parlamento Catarinense que contempla desafios e soluções para a situação pós-pandemia: a formação política para mulheres. Trata-se de um curso remoto ofertado por meio da Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira. A formação teve como objetivo preparar o público feminino para participar da política e incentivar as candidaturas das mulheres aos cargos eletivos. Adotou-se a metodologia de pesquisa descritiva para apresentar o relato dessa experiência que alia educação, política e tecnologia como uma alternativa às cursistas para atender as restrições sanitárias. Essa prática educacional aponta como resultado a construção coletiva do conhecimento sobre a relevância da participação da mulher na política.  

Biografia do Autor

Laura Josani Andrade Correa, Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Escola da ALESC

Atuação profissional: Servidora da Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC) e integra a equipe multidisciplinar da Escola do Legislativo, na chefia do Núcleo de Pesquisa e Produção de Conhecimento. Formação Acadêmica: Cursou Doutorado em Literatura, na Linha de Pesquisa Tempo, Arquivo e Imagem, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Mestrado Multidisciplinar em Estudos da Cultura Contemporânea, na Linha de Pesquisa Comunicação e Media Culturais, pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); Bacharelado em Comunicação Social, habilitação Rádio e TV pela UFMT. Tecnólogo em Gestão Pública pela Unisul. É membro do Núcleo de Estudos Benjaminianos, NEBEN, UFSC. Avaliadora ad hoc da Revista Celte: caderno de Ensino, Linguagens e suas Tecnologias do Instituto Federal do Rio de Janeiro/IFRJ. Pesquisa os seguintes temas: literatura, cultura, comunicação e educação, subtemas: leituras benjaminianas sobre imagens, tempo, memória e ruínas, cinema, documentário, videoclipe, cultura pop, cibercultura, cultura da convergência, sociedade da informação, cultura das mídias, mídia-educação, letramento midiático, tecnologias na educação, inovação na educação,formação cidadã do Legislativo,  ações de inclusão social e demais  reflexões que conectam política, literatura, educação, comunicação e tecnologia no âmbito do Parlamento Catarinense.  

Aline Covolo Ravara, Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Escola do Legislativo

Mestranda em História do Tempo Presente pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Especialista em Transformação de Conflitos e Estudos de Paz com Ênfase no Equilíbrio Emocional pela Faculdade Vicentina em parceria com a Paz & Mente, Cátedra de Paz da UNESCO, Innsbruck e Instituto Santa Barbara. Especialista em Administração, Gestão Pública e Políticas Sociais pela Faculdade Dom Bosco. Licenciada em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Catarina e Tecnóloga em Gestão Pública pela Universidade do Sul de Santa Catarina. Servidora efetiva da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC) que colabora na área de educação do Parlamento Catarinense, integrando a equipe Multidisciplinar da Escola do Legislativo, contribui especificamente na gestão do setor de Qualificação Profissional e Desenvolvimento Humano onde supervisiona os programas: Formação Técnica para o Legislativo, Desenvolvimento Humano e Suporte aos Supervisores de Estagiários. Pesquisa os seguintes temas: tecnologias na educação, formação cidadã do Legislativo, ações de inclusão social e demais reflexões que conectam história, política, educação, comunicação e tecnologia no âmbito do Parlamento Catarinense.

Mariana Bernardes Teodosio, Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Escola do Legislativo

Acadêmica do curso de Licenciatura e Bacharelado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Estagiária da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), lotada na Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, no Núcleo de Pesquisa e Produção do Conhecimento. Contribui na organização de relatórios, materiais didáticos e pesquisas realizadas na Escola do Legislativo da ALESC. Participou da organização da publicação “Formação Política Para Mulheres” (ainda no prelo) das apostilas e do material de apresentação para o encerramento do curso. Além da atuação na ação pedagógica destinada às mulheres também colaborou na organização da publicação “Iniciação ao Parlamento” (ainda no prelo) e das apostilas da mesma atividade formativa. Pesquisa os seguintes temas: educomunicação, mídia-educação, letramento midiático, tecnologias na educação, formação cidadã do Legislativo, ações de inclusão social e demais reflexões que conectam história, política, educação, comunicação e tecnologia no âmbito do Parlamento Catarinense.

Downloads

Publicado

2022-01-18